Domingo, 31.03.13

Travessuras de Freddie Mercury e lady Diana, Londres anos 80

Travessuras de Freddie e Diana, Londres anos 80

Cantor dos Queen e a Princesa de Gales, num bar gay londrino, em noite de festa. Com Lady Di disfarçada de homem. Memórias que agora vieram a público.

Esta é a história de Diana que faltava contar. Numa daquelas loucas noites do final dos anos 1980, o cantor Freddie Mercury, o actor Kenny Everett e a actriz Cleo Rocos conseguiram que Lady Di entrasse incógnita no Royal Vauxhall Tavern, famoso bar gay no sul de Londres. Disfarçada de homem, obviamente.

Um casaco militar, boné e óculos escuros bastaram para que ninguém a reconhecesse. Como Freddie, Kenny e Diana já morreram não há mais testemunhas além de Cleo Rocos que conta este episódio no seu livro de memórias, The Power of Positive Drinking, publicado pelo Sunday Times.

“Quando entrámos no bar, sabíamos obviamente que ela era a princesa Diana e que podia ser reconhecida a qualquer momento. Mas as pessoas ignoraram-na. Era como se ela tivesse desaparecido. Mas ela adorou”.

A presença de Mercury, Everett e de Rocos desviou a atenção dos presentes e Diana pôde pedir bebidas no bar sem ser reconhecida. Naquela noite “ela parecia mesmo um bonito rapazinho”.

 

Retirado do Público

publicado por olhar para o mundo às 22:11 | link do post | comentar
Terça-feira, 26.02.13

Eram só dois, mas cantaram Grândola ao ministro em Londres

Eram só dois, mas cantaram Grândola ao ministro em Londres

Álvaro Santos Pereira ouviu protesto na capital inglesa.

Dois portugueses cantaram nesta segunda-feira em Londres Grândola, Vila Morena ao ministro da Economia e do Emprego, e Álvaro Santos Pereira trocou com eles breves palavras sobre a situação em Portugal e no Reino Unido.

 

O ministro abordou os dois manifestantes, à saída de uma palestra, na capital britânica, no Fórum Oficial das Instituições Monetárias e Financeiras sobre "O Novo Programa para o Dinamismo Económico de Portugal", perguntando-lhes o que faziam e "como estão as coisas por aqui?"

 

"Más. E em Portugal ainda pior. Queremos mudanças. Queremos um novo governo. Está na hora de mudança", disse Raimundo Teresa, 38 anos, chefe de cozinha.

 

O manifestante português segurava um cartaz onde se lia "Grandolar por Portugal" e "Fight the Fascism and Sing Grandola [Luta contra o Fascismo e Canta o Grândola]".

 

Álvaro Santos Pereira despediu-se dizendo "apesar de tudo, boa sorte", e partiu no carro do embaixador de Portugal no Reino Unido, João de Vallera.

 

Embora lamente não ter sido um protesto maior, Miguel Pimenta, estudante de doutoramento em Psicologia de 40 anos, mostrou-se satisfeito.

 

"É importante 'grandolar' o(s) ministro(s) onde quer que eles vão. Nós sabemos das iniciativas que estão a decorrer por todo o país: onde quer que vá falar um membro do Governo, há pessoas que começam a cantar o Grândola, Vila Morena. Nós já cantámos outras vezes em outras acções de protesto, numa manifestação junto à embaixada num grande comício com os sindicatos [britânicos] e quisemos estar presentes nesta iniciativa", disse à agência Lusa.

 

Avisou ainda que, mesmo em Londres, "quantos mais ministros vierem, mais irão ser 'grandolados'", em alusão ao tema emblemático de José Afonso, um dos símbolos da revolução de 25 de Abril de 1974.

 

O ministro da Economia tinha admitido, durante a palestra, que "as pessoas têm o direito de se manifestar" e de "cantar canções revolucionárias".

 

Porém, congratulou-se com o facto de o Governo ter "conseguido manter a paz social" no país durante o programa de ajustamento imposto pela troika (Banco Central Europeu, União Europeia e Fundo Monetário Internacional).

 

Retirado do Público

publicado por olhar para o mundo às 21:38 | link do post | comentar
Sábado, 16.02.13

Quase um quarto dos homens de Londres já fez ou faria sexo com outro homem

Quase um quarto dos moradores homens de Londres fizeram ou fariam sexo com outro homem

De acordo com uma pesquisa realizada pela revista “Time Out London”, 23% dos homens de Londres já fez ou faria sexo com outro homem.

 

O número de mulheres é ainda maior: 60% das moradoras da capital britânica responderam a mesma coisa.

 

No bairro de Havering, no extremo leste da cidade, 50% dos entrevistados disseram que já transaram com alguém do mesmo sexo.

 

Curiosamente, o mesmo bairro é o campeão em número de relações sexuais por mês (10,2) e onde as pessoas estão mais felizes na cama: 31% disseram estar “orgasmicamente felizes” com sua vida sexual.

 

Retirado de Parou tudo

publicado por olhar para o mundo às 21:40 | link do post | comentar | ver comentários (1)
Segunda-feira, 23.07.12

TÁXI TRANSFORMADO EM HOTEL DURANTE OS JOGOS OLÍMPICOS

Estádio Olimpico

David Weekes é a nova sensação do empreendedorismo em Inglaterra. O taxista descobriu uma forma inovadora de ganhar mais dinheiro durante os Jogos Olímpicos, que se vão realizar em Londres de 27 de julho a 12 de agosto.

Segundo o «The Telegraph», David já está a alugar o seu táxi para os visitantes da cidade poderem dormir, uma vez que os hotéis se encontram lotados durante a competição. A reserva pode ser feita através do site Wimdu.co.uk e custa 50 libras (cerca de 64 euros) por cada noite.

Os clientes ficam com o táxi à noite e têm de o abandonar de manhã, num local previamente negociado com o proprietário, para ele ir trabalhar durante o dia. Quando o hotel ambulante ficar mesmo à porta de sua casa, David Weekes até promete deixar os clientes irem à sua casa de banho.

Taxista londrino encontrou uma outra forma de fazer dinheiroO táxi negro, tipicamente londrino, está equipado com uma cama que dá para uma pessoa, com um colchão, almofada e cobertor, e até um candeeiro e cortinas improvisadas. O taxista arranjou ainda um frigorífico a energia solar, um rádio e um iPad para entreter os seus clientes, que poderão ainda requisitar, mediante pagamento, cadeiras de campismo e uma mesa portátil para uma estadia mais confortável.

Esta semana, foi realizado um protesto de taxistas à porta do parlamento britânico, com centenas a queixaram-se de terem sido excluídos das viagens relacionadas com os Jogos, uma vez que a organização criou faixas especiais só para os VIP.

Com o trânsito mais intenso e menos viagens para fazer, alguns taxistas acham um «total desperdício de tempo» trabalhar durante as Olimpíadas. 

«Estou muito entusiasmado com Jogos Olímpicos em Londres, mas vai ser um pesadelo para os taxistas», disse David Weekes, que, se tiver sucesso nesta nova aposta, não sairá muito afetado.

 

Noticia do Push

publicado por olhar para o mundo às 08:34 | link do post | comentar

mais sobre mim

pesquisar neste blog

 

posts recentes

últ. comentários

  • Comigo acontece do mesmo jeito mas quem dorme sou ...
  • Minha esposa dorme durante a relacao eu viro chego...
  • Minha esposa as vezes dorme , aí eu paro viro de l...
  • hmmm fixe! Será uma daquelas edições para colecion...
  • Interessante
  • gosto do suave tom da sua voz :)
  • Vou procurar para ouvir =)Beijinhos
  • Neste Natal só te desejo duas coisas: TUDO e NADA!...
  • Recomendadíssimo!!Para quem não conhece a sonorida...

Posts mais comentados

arquivos

tags

favoritos

subscrever feeds

blogs SAPO