Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

05
Fev13

O Optimus Primavera Sound tem My Bloody Valentine e companhia

olhar para o mundo

O Optimus Primavera Sound tem My Bloody Valentine e companhia

Explosions in the Sky em concerto “exclusivo”, The Breeders, Nick Cave e Dead Can Dance juntam-se aos Blur. Pitchfork é curadora de um palco.

 

Cartaz da edição de 2013 do festival Optimus Primavera Sound revelado, um amontoar de suspiros (de alívio) para muitos melómanos. Sim, os My Bloody Valentine, que no fim-de-semana provocaram um tumulto na Internet com o lançamento de mbv, estão confirmados.

 

Juntam-se, assim, aos Blur, cabeças de cartaz anunciados em Outubro, e a outros nomes, alguns já murmurados por aí, hoje apresentados por Abel Gonzáléz, director do Primavera Sound de Barcelona: “o último clássico do rock ´n´roll” Nick Cave acompanhado pelos seus The Bad Seeds, Dead Can Dance, The Breeders a celebrar o 20.º aniversário de Last Splash, Explosions In The Sky em concerto “exclusivo”, os canadianos Metz, que este mês passam por Lisboa e Porto, e Sixto Rodriguez, o músico-lenda ressuscitado com o documentário Searching For Sugar Man.


Bradford Cox, que no ano passado esteve no Parque da Cidade do Porto a solo enquanto Atlas Sound, faz a “dobradinha” com os Deerhunter. Regresso confirmado também dos Shellac e dos Swans, banda de Michael Gira que marcou presença em Guimarães na versão outonal do festival, o Optimus Primavera Club, tal como Daughn Gibson, que salta igualmente para a edição primaveril.

 

Não faltam os Grizzly Bear, os Do Make Say Think, o “puto” maravilha James Blake, os “inclassificáveis” Liars, a electrónica dos Glass Candy ou a versão festiva de Dan Deacon, bem como a sonoridade mais “ancestral” dos Om, o culto por Daniel Johnston, a irreverência dos incendiários Fucked Up e Titus Andronicus e a experiência dos veteranos Dinosaur Jr. ou dos “míticos” Hot Snakes. Hipnotismo garantido com os Fuck Buttons, sonhos indie com Wild Nothing, nostalgia com White Fence, dança com Four Tet e outro regresso aos passado: os espanhóis Los Planetas tocam na íntegra o álbum de 1998 Una Semana en el Motor de un Autobús. Do país vizinho vêm ainda os Pegasvs, o outro nome que não aparece no cartaz catalão.

 

Paus (que também actuam em Barcelona), Dear Telephone, Memória de Peixe e The Glockenwise asseguram a representação portuguesa de um cartaz “muito mais ambicioso” do que o de 2012, garante José Barreiro, da organização. Há novidades também nos palcos: a Pitchfork, autêntica “bíblia” indie, assume a curadoria do quarto palco, o anterior Club. 

 

O Optimus Primavera Sound decorre de 30 de Maio a 1 de Junho no Parque da Cidade, no Porto. Em 2012, a Casa da Música e o Hard Club receberam os concertos do último dia, mas a organização ainda não avançou novas informações acerca desse formato. Em relação ao mesmo período do ano passado, houve um aumento de 30% na venda de bilhetes, com especial incidência na Grã-Bretanha e em Portugal, o que “augura algo de muito bom”, realça o responsável.

 

O passe geral custa 110 euros até 11 de Fevereiro, mas ainda estão disponíveis na FNAC packs de valor mais baixo. No dia 12, serão postos à venda nas lojas Optimus também a preço reduzido. O cartaz completo pode ser consultadoaqui.

 

Noticia do Público

24
Jan13

Revelado cartaz do Primavera Sound de Barcelona

olhar para o mundo

Revelado cartaz do Primavera Sound de Barcelona

My Bloody Valentine, The Knife ou Tame Impala vão estar em Barcelona. No próximo mês, quando for revelado o cartaz da edição portuguesa do festival, ver-se-á se também actuarão no Porto.

 

Teve direito a gala em Barcelona, ontem à noite, e tudo. Falamos da revelação do cartaz do festival Primavera Sound de Barcelona (de 22 a 26 de Maio), autêntica constelação de nomes firmados e emergentes das diversas famílias musicais contemporâneas.

 

A lista é infindável, e difícil de destacar, mas cá vão alguns nomes: My Bloody Valentine, Blur, Nick Cave & The Bad Seeds, Phoenix, The Knife, Hot Chip, Animal Collective, Wu-Tang Clan, Grizzly Bear, Tame Impala, Solange Knowles, Death Grips, James Blake, Dan Deacon, Deerhunter, Dead Can Dance, Swans, Liars, Jesus & Mary Chain, Glass Candy, Four Tet, Fiona Apple, Daught Gibson, Jim Jarmush, Daniel Jonhston ou os portugueses Paus.  

 

A edição portuguesa do festival, no Porto, que se realiza de 30 de Maio a 2 de Junho, só ainda tem confirmados duas bandas (Blur e Nick Cave & The Bad Seeds), mas alguns dos que foram agora anunciados para Barcelona serão os que também estarão presentes no Porto. Em Fevereiro será revelado o cartaz completo do festival do Porto.

 

 

 

Retirado do Público

14
Out12

Primavera chega a Guimarães com Sharon Van Etten e Ariel Pink's Haunted Graffiti

olhar para o mundo
Primavera chega a Guimarães com Sharon Van Etten e Ariel Pink's Haunted Graffiti

Sharon Van Etten actua no primeiro dia do festival
DR

 

Os concertos vão acontecer no Centro Cultural Vila Flor, na Plataforma das Artes e da Criatividade e no Centro de Artes e Espectáculos São Mamede

 

Sharon Van Etten e os Ariel Pink's Haunted Graffiti são dois dos nomes anunciados esta sexta-feira para o cartaz do Primavera Club, a edição de Outono do Optimus Primavera Sound. O festival, que chega a Portugal pela primeira vez, acontece em Guimarães entre os dias 30 de Novembro e 2 de Dezembro.

 

Com menos concertos e em salas, contrastando com as dezenas de actuações no Parque da Cidade, no Porto, mas ainda assim com o carimbo do gigante Primavera Sound, o Primavera Club, que acontece em simultâneo nas cidades de Barcelona e Madrid, este ano entre 5 e 7 de Dezembro, vai sair pela primeira vez de Espanha e a cidade escolhida foi Guimarães, Capital Europeia da Cultura 2012. 

 

Apesar de ter um cartaz mais pequeno que Barcelona e Madrid, a organização do festival anunciou esta sexta-feira os 18 nomes que vão passar por Guimarães e dos quais já se conheciam três: Tinariwen, Swans e The Vaccines. 

 

O cartaz conta ainda com o projecto do músico canadiano Dan Bejar, Destroyer, a sensibilidade de Little Wings e Sir Richard Bishop, o pop de Cats On Fire, e os californianos Lemonade.

 

Machinedrum, DJ Rashad, DJ Spinn, Daughn Gibson, Taragana Pyjarama, Robag Wruhme, The Monochrome Set e Atomic completam os três dias de concertos, divididos entre o Centro Cultural Vila Flor, a Plataforma das Artes e da Criatividade e o Centro de Artes e Espectáculos São Mamede. 

A divisão dos concertos pelas salas será anunciada em breve, assim como a programação completa do festival.

 

Os bilhetes vão estar à venda nos locais habituais, a partir de 15 de Outubro, e têm o preço de 35 euros (três dias) e 25 euros (um dia).

 

Noticia do Ipsilon

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub