Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

27
Abr16

ACERT - Ausência Teatro O Bando

olhar para o mundo

ausencia.jpg

 

Ausência
Teatro O Bando

Esperança, viajantes, lembrança, refugiados e emigração as premissas para esta criação poética politicamente implicada

Um viajante, cheio de ausência, procura um novo território.
Sem olhar para trás, movido pela lembrança e pela esperança, percorre lugares com muitos dias e muitas noites, sem saber para onde vai.
Se a boca fala, as pernas andam, os ouvidos escutam, os olhos vêem e os braços mexem, de que é feita esta ausência? Um caminhante com a certeza de todas as dúvidas, sem verdades absolutas nem direções cegas, persegue um horizonte sem limites, um futuro sem fronteiras de pedra.

Sábado, 30 de abril às 21:45
Quinta-feira, 28 de abril às 14:30 e sexta-feira 29 de abril às 10:30 e 14:30
Auditório 2

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub