Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

12
Mar14

Teatro Rápido - PROGRAMAÇÃO PARA A INFÂNCIA

olhar para o mundo

PROGRAMAÇÃO PARA A INFÂNCIA

A partir de 5 de Abril

Sáb. e Dom. entre as 15h00 e as 16h10

 

SALA 3 – À Volta da Fogueira

Horário das sessões:  15h00 | 15h30 | 16h00

Sábados e Domingos | M/4 | 3€

 

Ideia original e Interpretação: Cláudio Henriques e Rita Jardim

Texto: Rita Jardim

Encenação: Gonçalo Fortes

Cartaz: Daniel Lopes

 

Sinopse:

Estás preparado para passar uma noite ao luar com os teus amigos no meio de uma floresta escura onde tudo pode acontecer? A Margarida e o João vão guiar-te por caminhos misteriosos em que vais sentir tudo o que se passa à tua volta, vais poder experimentar e apurar todos os teus sentidos. Mas cuidado! Nunca se sabe que histórias podem aparecer à volta de uma fogueira...

 

 

SALA 4 – Mister Rubinoff

Horário das sessões:  15h10 | 15h40 | 16h10

Sábados e Domingos | M/4 | 3€

 

Encenação: Trupilariante Companhia de Teatro Circo

Interpretação: Bruno Henriques, Carla Frade e Nuno Figueiredo

Cenografia: Nuno Galamba

Técnico de Som: Jaime Cruz

 

Sinopse:

Venham ver os maravilhosos e fantásticos autómatos de Mister Rubinoff! Um excêntrico inventor que passa a vida a viajar pelas mais famosas cortes reais e imperiais da Europa e arredores com o seu espetáculo. Com ele viaja Giuseppe o autómato maravilha e Lilliette a automática bailarina, juntos vão apresentar o melhor espetáculo de autómatos do mundo.

Será? 

11
Mar14

Teatro Rápido - DIREITO POR LINHAS TORTAS

olhar para o mundo

DIREITO POR LINHAS TORTAS

 

A proposta teatral das micropeças do Teatro Rápido no mês de Abril tem por tema DIREITO POR LINHAS TORTAS!

 Em Abril celebram-se 40 anos passados sobre a revolução de 74, o que nos abre portas a viagens por sonhos frustrados, por vidas de personagens à beira da curva da idade com desejos e ideais apagados. Ou ainda histórias com inspiração em vivências reais de mulheres particulares. Retratos de insatisfações pessoais e ou viagens ao interior de comuns mortais e destinos escritos “DIREITO POR LINHAS TORTAS”!

 

De 3 a 28 de Abril -  de 5ª a 2ª

 

SALA 1 – [40]

Horário das sessões: 18h00 | 18h30 | 19h00 | 19h30 | 20h00

quinta a segunda | M/12 | 3€

 

Texto: Lourenço Henriques

Encenação e Espaço Cénico: Rui Neto

Interpretação: Joana Figueira e Pedro Oliveira

Luz:  João Rafael Silva

Caracterização:  Tatiana Araci

Cenografia em Ferro: Rui Miragaia

 

Sinopse:

40 são os anos da revolução de Abril. Mas é também a idade da ditadura. Num país onde as palavras “crise” e “iphone” são as mais ouvidas, [40] é uma reflexão sobre o estado das coisas. Um aniversário e o balanço de 40 anos. O que há a celebrar quando tudo se mistura e se torna difuso? Onde o que parece nunca é, eo que é deixa de o ser.

 

 

De 3 a 28 de Abril -  de 5ª a 2ª

 

SALA 2 – Check Mater

Horário das sessões:18h05 | 18h35 | 19h05 | 19h35 | 20h05

quinta a segunda | M/12 | 3€

 

Texto: Sandra José

Interpretação e Encenação: Susana Vitorino

Direção de Atores: Luísa Ortigoso

Assistente de Produção: Barbara Rocha

Comunicação: Miguel Satúrio Pires

Grafismo e Imagem: Luís Covas

Sinopse:

Check  Mater é o encontro decisivo entre duas mulheres, duas mães, de nome Maria, que sofrem a morte de seus filhos em diferentes dimensões. Qual o limite para a nossa fé? Seremos, todos nós, resultado das fés que temos? A inexplicável força de ser mãe e filha num jogo pela vida onde não há minutos que se ganham ou perdem, por quem luta ou desiste. O divino e o terrestre de mãos dadas pela mesma razão.

Este texto confronta duas mães, numa reza final, onde o prémio é a própria vida. Baseado em fatos reais, Check Mater existe porque as pessoas existem.

 

De 3 a 28 de Abril -  de 5ª a 2ª

 

SALA 3 – O Culpado

Horário das sessões: 18h15 | 18h45 | 19h15 | 19h45 | 20h15

quinta a segunda | M/12 | 3€

 

Texto e Encenação: Álvaro Faria

Interpretação: Carlos Martins da Fonseca, Tiago Peralta e Laura L. Tomaz

Produção Executiva e Cenografia: Laura L. Tomaz

Direção Técnica: Tiago Peralta

Cartaz, imagem e Comunicação: Paula Tomás

UMA PRODUÇÃO – TEATRO A TIRACOLO

 

Sinopse:

O Culpado pode receber a estranha classificação de monólogo para três actores. Com efeito, embora haja três personagens em cena, só uma delas fala. O que seria suposto constituir uma conversa entre duas pessoas transforma-se num solilóquio, pois uma delas nunca consegue intervir. Isto passa-se numa esplanada de café, cuja empregada também participa silenciosamente na acção.

Pelo seu teor e a sua localização, esta pequena peça numa única cena poderia fazer parte de um de café-teatro. Trata-se de uma rábula com humor amargo e grotesco, em que alguém procura encontrar o culpado de tudo lhe correr mal na vida.

 

De 3 a 28 de Abril -  de 5ª a 2ª

 

SALA 4 – Direito ao Assunto

Horário das sessões: 18h20 | 18h50 | 19h20 | 19h50 | 20h25

quinta a segunda | M/16 | 3€

 

Autoria: Carlos Alves

Encenação: Carlos Alves e Ana Campaniço

Elenco: Carlos Alves e Ana Campaniço

Sinopse:

Uma mulher está detida por um crime que não cometeu. É suspeita de um assalto a uma

tabacaria. É persistentemente interrogada por um inspector. As respostas da mulher não vão

ao encontro das questões do polícia. No entanto, elas revelam um outro crime, bem mais

grave, que o inspector não interpreta na sua cegueira pelo caso que tem entre mãos.

 

20
Fev14

Teatro Rápido - Day By Days… no palco da vida

olhar para o mundo

Day By Days

 

De 1 a 31 de Março -  de 5ª a 2ª

 

SALA 1 – Day By Days… no palco da vida

Horário das sessões:18h00 | 18h30 | 19h00 | 19h30 | 20h00

quinta a segunda | M/12 | 3€

 

Texto e Interpretação: Abel Dias

Encenação: Miguel Dias

 

Sinopse:

 

Embora exasperado com a falta de trabalho e dinheiro, o velho ator Days Portugal da Esperança e Sonho, (os amigos conhecem-no por Mr Days) nega-se a baixar os braços.

 

Não nasceu para sofrer nem para estender a mão à pedincha. Não é a “sua praia”.

 

Durante anos o palco foi a sua vida e teve de tudo: Glória, Fama, Enchentes, Casas Vazias… muitos risos e também lágrimas.

 

Decidiu transformar o sótão da sua casa (pejado de velharias que ao longo de vários anos foi guardando) num valioso Museu de Memórias, que agora abre ao público!

 

Um sótão que é um verdadeiro baú de tesouros. E Days é o anfitrião perfeito, o guia ideal, pois sabe tudo sobre aquela panóplia de músicas, fotos e objetos, que catalogou de “valiosas relíquias históricas”. 

 

São afinal as histórias do mundo, mais ou menos, cor-de-rosa, onde viveu, durante décadas, que agora, em meteórica visita guiada e nos 15 minutos prescritos pela agência de viagens partilha com o visitante.

 

Ideal para quem gosta de saber como é que afinal… tudo se passou! Três histórias polvilhadas com o pó do palco da vida com Day by Days.

 

Melhor é impossível!

03
Jun13

Teatro - “Vou dar Luta” em cena no Teatro Rápido

olhar para o mundo

“Vou dar Luta” em cena no Teatro Rápido


“Vou dar Luta” em cena no Teatro Rápido

Na peça "Vou da Luta", Custódia Gallego e Vítor Oliveira dão corpo a um casal de amantes que se encontram numa fase complicada da sua relação. Ele depende economicamente dela para manter a casa e ela parece já não ter condições para o sustentar. 

A casa dele está em condições miseráveis, o que propicia momentos de grande tensão e confronto entre o casal. 


Os dois envolvem-se num clima intenso, que transforma um encontro romântico em violência. 

A peça parece na verdade retratar uma situação irónica sobre a situação de Portugal na Europa, na qual os conceitos de dependência, problemas económicos e sufoco fazem todo o sentido.

O texto é Luís Mário Lopes, a cenografia e desenho de luz é da responsabilidade de Renato Godinho, e os figurinos a cargo de José António Tenente.


A peça tem o custo de três euros e duração de 30 minutos. Está em cena durante o mês de Junho com sessões de quinta a segunda entre as 18:00 e as 20:00.

Marisa Campos

 

retirado do HardMúsica

20
Mar13

Teatro - “Excorcismo: Uma História de Amor” em cena no Teatro Rápido

olhar para o mundo

“Excorcismo: Uma História de Amor” em cena no Teatro Rápido


“Excorcismo: Uma História de Amor” em cena no Teatro Rápido

“Vivemos num mundo predatório, violento e incerto onde a cada virar da esquina, podemos encontrar-nos com o nosso fim, o Mal está em todo o lado. Mas o mundo é igualmente misterioso e cheio de oportunidade. A vida não é composta pelo preto e branco mas sim por infinitos tons de cinzento e num dia bom, até umas cores para nos alegrar.

 

Exorcismo, Uma História de Amor, procura explorar estas diferentes matizes e a necessidade de questionar e fugir das normas quando o nosso coração assim o exige, porque no final, pelo menos no que toca à existência humana, tudo o que queremos e tudo o que nos resta é o Amor.”

 

É assim que Eric descreve a sua peça que chega ao teatro rápido pelas interpretações do próprio e também de Gonçalo Oliveira. Eric é um homem possuído pelo demónio e Gonçalo um padre que tem como missão exorcizá-lo. Mas se por um lado esta sinopse parece assustadora, os espectadores podem esperar boas gargalhadas e até mesmo uma dose de escrutínios sobre o amor.

 

Em cena no Teatro Rápido de Quinta a Segunda com várias sessões entre as 18:00 e as 20:00 e ainda com uma sessão especial dia 27 deste mês, Quarta-Feira, por se comemorar o Dia Mundial do Teatro, às 21:35 e 22:05.

 

Retirado do HardMúsica

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub