Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

20
Fev13

Juntaram-se visitantes nus aos Homens Nus no Museu Leopold

olhar para o mundo

Juntaram-se visitantes nus aos Homens Nus no Museu Leopold

Homens Nus, exposição patente em Viena, ganhou um sugestivo efeito de espelho. Os visitantes puderam, também eles, passear despidos pelo Museu Leopold.

 

A exposição pretendia preencher um vazio e, a julgar pelo sucesso que tem tido, havia mesmo um vazio por preencher. Nackte Männer/Homens Nus, patente no Museu Leopold, em Viena, e inaugurada em Outubro, mostra exactamente aquilo que diz o título. A representação artística do nu masculino desde 1800 até ao presente.

 

Anteriores exposições dedicadas ao nu tinham contemplando o corpo feminino e era então tempo de mudar o género observado. Dia 18 de Fevereiro, reuniu-se à representação artística a observação directa. Alegadamente a pedido de associações de nudistas, foi possível ver num horário especial, após as 18h30, Nackte Männer em estado virginal. Nu, portanto. Os visitantes como espelho das representações expostas.

 

A exposição já deveria ter encerrado, mas a grande afluência de visitantes levou ao seu prolongamento até 4 de Março. Até ao final de Janeiro, mais de 400 mil visitantes já tinham passado pelo Leopold Museum para ver as cerca de 300 obras expostas, da autoria de Egon Schiele, Jean Cocteau, David Hockney, Francis Bacon, Robert Mapplethorpe ou, num núcleo reservado ao olhar feminino, Nan Goldin ou Maria Lassnig.

 

Retirado do Público

30
Jan13

Vienenses podem ir nus ao museu para ver nus masculinos

olhar para o mundo

Vienenses podem ir nus ao museu para ver nus masculinos

O sucesso da exposição Homens Nus levou o Museu Leopold, em Viena, a prolongá-la até Março e a reservar um dia para quem queira visitá-la em pelota.

A exposição Nackte Männer [Homens Nus], inaugurada em Outubro de 2012 no Museu Leopold, em Viena, deveria ter encerrado no dia 28 de Janeiro, mas continua a atrair tantos visitantes – já foi vista por cerca de 400 mil pessoas – que a direcção do museu austríaco decidiu prolongá-la até 4 de Março.

 

Acedendo a alegadas solicitações de associações nudistas, o Museu Leopold vai ainda reservar um dia para aceitar visitantes despidos. No dia 18 de Fevereiro, a partir das 18h00, quem quiser ir nu ver os nus está, por assim dizer, à vontade.

 

A decisão irá provavelmente provocar polémica, mas a controvérsia tem sido, desde o início, um dos factores de sucesso desta exposição. Ainda antes da abertura, o Leopold espalhou pelas paredes de Viena cartazes de grande dimensão mostrando três jogadores de futebol fotografados em nu frontal integral, um trabalho dos fotógrafos franceses Pierre e Gilles. Os protestos foram tantos que o museu teve de mandar colar umas faixas vermelhas em cima dos cartazes, para tapar os genitais dos jogadores. Mas é bastante provável que a mediatizada polémica em tornos destes outdoors tenha contribuído para o sucesso de Homens Nus.

 

A ideia de permitir que a exposição seja vista por visitantes nus é um golpe demarketing com precedentes próximos. O Museu Leopold, que conserva a maior colecção mundial de obras do pintor austríaco Egon Schiele (1890-1918), dedicou-lhe em 2005 a exposição A verdade nua: Klimt, Schiele, Kokoschka e outros escândalos, tendo oferecido bilhetes gratuitos aos visitantes que se apresentassem nus. E apresentaram-se algumas centenas.

 

Comissariada por Tobias G. Natter e Elisabeth Leopold, a exposição Homens Nus reúne cerca de 300 peças que sinalizam o tratamento do nu masculino na pintura, na escultura e na fotografia, de 1800 até à actualidade. Antonio Canova, Johan Heinrich Füssli, Egon Schiele, Richard Gerstl, Anton Kolig, Jean Cocteau, David Hockney, Andy Warhol, Robert Mapplethorpe ou Francis Bacon são alguns dos muitos artistas representados. E os curadores reservaram ainda um núcleo para o olhar feminino sobre o corpo masculino, preenchido com trabalhos de artistas como Maria Lassnig, Louise Bourgeois ou Nan Goldin.

 

Noticia do Público

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub