Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

11
Abr15

Teatro do Montemuro e TNDMII - MEMÓRIAS PARTILHADAS

olhar para o mundo

2015-04-07_1428421177.jpg

 

 

MEMÓRIAS PARTILHADAS
Coprodução Teatro do Montemuro e TNDMII
Teatro


Duração: 80 minutos
Classificação: M/12

A partir de textos de Abel Neves, Therese Collins e Peter Cann, o Teatro do Montemuro apresenta a peça Memórias Partilhadas, em co-produção com o Teatro Nacional D. Maria II.

Nota do Encenador
O ponto de partida deste projecto foi três objetos. O ponto de partida deste projecto foi três atores. O ponto de partida deste projecto foi três escritores.
Havia três pontos de partida para este projeto, os atores os objetos e os escritores …e o Montemuro.

Um minuto, vamos pôr isto um pouco de parte. Temos três atores e três escritores e eles (e nós) decidem que querem criar três histórias sobre três objetos. Pelo que a companhia é, o ponto de partida para tudo isto é o Montemuro.
O Montemuro com uma paisagem irregular, inspira a imaginação e dispara-a com uma magia desigual.

As histórias que apresentamos nascem dessa magia desigual. Ocorrem em tempos diferentes, em lugares diferentes, são escritas de formas diferentes, mas o que as une é a magia desigual da imaginação.

O teatro é um ato de colaboração. Não apenas entre os escritores, atores, encenadores, designers, técnicos, músicos e qualquer outra pessoa envolvida na criação do espetáculo, mas também entre os atores e o público. Há um espaço dinâmico entre os atores e o público, onde o verdadeiro teatro acontece. Este é também um lugar de magia, um lugar para todas as nossas imaginações.

Junte –se a nós lá.
Steve Johnstone

EVENTO FACEBOOK

PREÇO: 7,50€ / Associado: 5€ / Descontos: 6€ / Desempregado: 2,50€






Ficha Técnica




Textos de
Peter Cann, Therese Collins e Abel Neves
Tradução de Graeme Pulleyn
Encenação de Steve Johnstone
Direção Musical de Simon Fraser
Interpretação de Abel Duarte, Eduardo Correia e Paulo Duarte
Cenografia e figurinos de Sandra Neves
Construção de Cenários Carlos Cal
Desenho de Luz Paulo Duarte
Assistência à construção de cenários e figurinos Maria da Conceição Almeida
Direção de Produção Paula Teixeira
Direção de Cena Abel Duarte

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
Em destaque no SAPO Blogs
pub