Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

As Coisas da Cultura

Porque há sempre muito para ver e para contar

Porque há sempre muito para ver e para contar

As Coisas da Cultura

27
Nov14

Teatro - "HISTÓRIA DA GAIVOTA E DO GATO QUE A ENSINOU A VOAR" de Luís Sepúlveda

olhar para o mundo

teatro.jpg

 

 

GATO ADOTA GAIVOTA E ENSINA-A A VOAR!

 

Se está, imagine-se, a gozar o seu belo e merecido período de férias, a apanhar banhos de sol no seu terraço e, de repente, lhe cai uma gaivota moribunda a pedir-lhe que tome conta do ovo que vai por, que tome conta da gaivotinha que vai nascer e que, não menos fácil, a ensinará a voarisso é…. Loucura!

 

Quanto mais para um simples e gordo gato de Hamburgo que, durante as férias dos seus donos, se vê a braços com todas estas e outras responsabilidades entrepatas!

 

A terrível poluição dos mares pelos humanos e a destruição das espécies que os habitam acabam por ser o mote para uma viagem mágica que levará esta gaivota, apanhada por uma maré negra, até à casa do Zorbas, onde o obriga a fazer as três promessas, dir-se-iam mesmo... impossíveis de cumprir.

 

Porém, o valor da palavra e o espírito de equipa dos gatos do Porto de Hamburgo serão os ingredientes principais para que a salvação da gaivotinha que vai nascer seja realidade.

 

Esta é a clássicaHistória de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voar, de Luís Sepúlveda, obra que muitos conhecem e que faz parte das recomendadas pelo Plano Nacional de Leitura para o 7º ano de escolaridade, e que iráserlevada a cena pelo Grupo de Teatro Anzol Castiço.

 

Este espetáculo dirigido à FAMÍLIA estará patente ao público aos sábados, às 15 horas, no Grupo Dramático e Escolar Os Combatentes” – uma das poucas salas com palco italiano deste país -, entre os dias 15 de novembro e 27 de dezembro.

 

A proposta apresentada pelo Grupo Anzol Castiço conjuga uma diversidade de tecnologias, como a contracena dos atores de carne, osso e pelo com personagens em cinema de animação.

 

O Grupo Anzol Castiço começou a sua atividade há um ano, com a estreia no então Teatro Rápido, no Chiado, com uma história infantil, mas de delírio de toda a família,A Sardinha Cinderela. Neste espetáculo, a tradicional história da Cinderela ou Gata Borralheira, foi transposta para os mares da nossa costa, alertando mais uma vez para os problemas da ecologia subaquática. As técnicas utilizadas e os meios de representar foram as simples marionetas de técnica de manipulação simples, como os antigos Bonecos de Santo Aleixo e os tradicionaisrobertos.

 

Este grupo, em crescimento, quer em número de participantes, quer mesmo em objetivos, conta atualmente com oito atores (Daniel Carapau, Diogo Consciência, Diogo Filipe, Joana Carreto, João Tiago Santos, Manuel Magalhães, Márcia Sobral e Paulo Cardoso), os quais vêm das mais diversas áreas profissionais e, pelo seu interesse e gosto pelo teatro, ainda se dedicam a este projeto. Relativamente àequipa técnica, são todos profissionais nas áreas que desenvolvem neste projeto, contamos com o Cristovão Cunha, o Eduardo Filipe, o João Pereira, o Luís Covas, o Pedro Mamede, a Sara Cambão e o Sérgio Barão. Para que seja um espetáculo especial, a direção musical está ao cuidado dosprofessores Natalia e Radu Lesco, que orientarão os formandos de piano e acordeão João Silva, Miguel Resende, Ricardo Santos e Slavic Talpa. A direção de espetáculo, produção, encenação e figuros estão à responsabilidade de João Simões.

 

Para reservas de lugares poderão utilizar o email anzol.castico@hotmail.com, ou pelo telemóvel 935041444.

 

Este projeto é fruto da vontade de arriscar por parte dos atores e restantes elementos do grupo, não contando com qualquer subsídio do Estado ou apoio de entidades privadas. É um espetáculo que está orçamentado em 4.500,00 euros (quatro mil e quinhentos euros), sendo tanto os atores como os técnicos voluntários e sem honorários.

 

A partir de 1 de janeiro, o grupo encontra-se disponível para apresentarA História de uma Gaivota e do Gato que a Ensinou a Voarpelo país.

 

Será, por certo, uma tarde bem passada, em família, na companhia deste grupo de aventureiros!

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D